Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

A minha árvore

 

 

 

 

 

A minha árvore de Natal tem raiz, tronco, ramos, seiva, frutos e oxigénio, como eu as conhecia desde pequena, fui crescendo e continuei a saber que eram assim, mas  a alguns anos a traz algumas semanas antes do Natal ouço chama-lhe de toneladas de ferro e de milhares de lâmpadas. Fiquei intrigada se seria eu que não tinha acompanhado a ciência, fui ao dicionário ver, se era eu que tinha razão ou era como eu sabia, eram como eu tinha aprendido. Fiquei então apensar porque é que o homem se engana a si mesmo.. Consumismo . Fui o que consegui  interpretar, não pode ser outra coisa. Para se ver o Natal, se nós quisermos, não é preciso tantas lâmpadas nem árvores de ferro. Lá diz o ditado:- É mais cego quem não quer ver do que quem não vê. Os Reis Magos viram o Natal só com uma estrela. Os homens de hoje nem com milhares de lâmpadas O vêm  e Ele está bem perto dele, no seu pais, na aldeia onde moram, na cidade, na rua, no bairro , no lugar, no emprego ao seu lado, no autocarro, no café, no hospital, na cadeia, no lar de velhos, no infantário, na escola, na sua própria casa a seu lado e talvez deitado na mesma cama e muitas vezes doente  nos dois milhões de portugueses que vivem a baixo da pobreza extrema, etc. ,...Gostava que os homens de hoje fossem como a vaca e o burro de há dois mil e tal anos, dessem calor humano a todos os homens  que o rodeiam onde quer que eles se encontrem e precisem . Tanta energia e gasolina que se gasta para ir ver as tais árvores de Natal desnecessária e a fazer falta para o necessário. A Natureza agradece, porque a matéria prima está a esgotasse e era menos umas gotas de CO2, que não iam contribuir para o aquecimento global.Como a hora é de Amor, vamos todos fazer stop:- Ao ódio, calunias, guerras, vinganças, maldades, ingratidão, indiferencia , desprezo, corrupção , violência, desperdiço, gasta-se tanta energia que faz falta para o necessário, gasta-se matéria prima que tanta falta faz e o planeta agradece, etc...Demos todos as mãos para que haja Natal sempre, que é justiça e solidariedade. Contem comigo, para eu poder contar convosco. Bom Natal a todos os bloguistas, leitores e a todos quantos trabalham para que isto se faça.

sinto-me:
publicado por zezacastanho às 22:20

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De dolphin a 3 de Janeiro de 2008 às 19:03
Que bela árvore que a D. Zeza tem no quintal !!!
Gosto muito do fruto dessa árvore, são tamarilos. A minha mãe tem uma árvore como essa no quintal e eu consolo-me com eles. Nem todos conseguem ter umaárvore tão bela e com folhas e frutos nesta época do ano. Parabéns e um Bom Ano de 2008
Martins

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Convívio pascal dos sénio...

. Clube de leitura

. Sétimo selo.

. Ao clube de leitura

. Ser ou parecer...

. Natal.

. Coral polifonico atuando ...

. Convivio dos Sénior+ Da E...

. Convívio sénior.

. ...

.arquivos

. Março 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Setembro 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds