Domingo, 30 de Dezembro de 2007

A consoada do Natal

 

 

 

 

 

 

 

O pai Natal, a ir embora no meu quintal, depois de por as prendas à porta, porque não cabiam todas pela chaminé

 

 

 

Os cozinheiros e ajudantes. São óptimos cozinheiros, mas não cozinham para fora.,é só para a família e amigos, como eu.

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

Este ano foi diferente de todos os anos. Pois só ia estar eu e o meu marido, porque a filha dele, o neto, minha sobrinha e família não puderam vir. O meu vizinho, quando soube disse, à esposa: então ela tem a porta aberta todo o ano, a todos e agora vai ficar sozinha? Vai falar com eles para passar connosco, onde cave dezoito cave mais dois e assim fez. Pensei que meu marido não quisesse ir.Ele não gosta de sair de casa nesse dia, mas disse que sim! Eu gostei imenso. Éramos vinte, de todas as gerações, velhos adultos e crianças, eram pais, filhos, netos, sobrinhos, tios, primos e amigos. Também convidou uma vizinha dos pais, que por coincidência ou não, anda comigo na aulas de Inglês . Gosto desta família. É uma família vem estruturada . Apesar de não pactuar com o consumismo, não sou contra as prendas e quando são como as desta família, que dão o que precisam uns ao outros, não dão coisas supérfluas.Mostram que é uma família que se conhecem bem, porque se amam. Foram duas horas e meia para abrir as prendas!  Foi muito giro, ver o brilho de imensa alegria, no rosto das crianças! Quando viram o pai Natal a ir embora pelo meu quintal. O meu vizinho tem sentido de humor.Prega sempre partidas com as prendas, sai cada uma...A mim, como eu tenho galinhas, ando sempre a pedir, quando compram ovos para me guardarem as caixas. Pôs-me uma metade de uma caixa e disse-me, se as galinhas não morrerem para o ano dou-te o resto. Tem uma irmã, que anda sempre a lavar o que está lavado, deu-lhe um frasco de detergente de lavar vidros vazio, com o seguinte dizer : para limpar não há nada como um bom produto, para bem funcionar basta deitar água, não o gastes todo duma vez, pois custou-me muito dinheiro! Obrigada pela atenção. E, assim sucessivamente para todos. Depois vinham as verdadeiras. Foi uma risota  contagiante. Quando chegaram ao fim já tinha dificuldade em respirar. Para mim este Natal, foi uma surpresa agradável.

sinto-me:
publicado por zezacastanho às 00:11

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Convívio pascal dos sénio...

. Clube de leitura

. Sétimo selo.

. Ao clube de leitura

. Ser ou parecer...

. Natal.

. Coral polifonico atuando ...

. Convivio dos Sénior+ Da E...

. Convívio sénior.

. ...

.arquivos

. Março 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Setembro 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds