Sábado, 21 de Março de 2009

HOJE COMEMORASSE O DIA DA POESIA. AQUI DEIXO AS MINHAS.

     

 

                 I                            

Já tinha os meus sete anos

Quando fui para a escola

Com pés descalços não fui

Mas fui só com uma sacola.

                     II

Chamavam-lhe catrapasso

Nunca soube o porquê

Passados tantos anos

Ainda não sei porquê.

                   III

Isso não tem importância

Com catrapasso ou sacola

Pés calçados ou descalços

 Foi importante ir à escola.

                    IV

Passados estes anos todos

Ainda há tantas crianças

Sem pão terem para comer

Quanto mais... ir à escola!

                   V

Quanto não dariam elas

Para irem à escola

Sem sapatos ao descalças

Até mesmo sem sacola.

                  VI

Que alegria eu sentia

Se elas fossem à escola.

Era sinal que o mundo

Era a verdadeira escola.

                  VII

Mas isso não é possível.

Melhor...o homem não quer.

A ganância cega o homem

De cumprir com seu dever.

                 VIII

 A final somos todos

Filhos da humanidade.

Temos a mesma raiz

A nossa origem é Ela

                 IX

 Ela é «o mundo todo»

Mulheres, crianças e homens

Então porque uns têm de mais.

E, outros morrem à fome?

                  X

Porque o homem não quer

Nem no tempo nem na idade

Como era o seu dever

Amar toda a humanidade.

                  XI

O planeta é, dos homens todos.

Tanto do pobre, como do rico

Então porque há tantos doutores.

E, outros nem sequer tem escola?

                 XII

 Deus deu-lhes a inteligência

Também lhes deu as posses

O dever dos doutores é, por

A ciência, a favor do homem.

                  XIII              

O que fazem a maioria?

Põem a ciência a render

Fazendo armas para a guerra.

Para matarem as crianças.

                  XIV

Sejam elas quais forem.

De bombas ou de canhões

De políticas ou falências

De bancos ou offshore

                      XV

Umas são piores que outras

Embora elas todas matem

Umas são com os canhões

Outras matam-nas à fome.

                  XVI

Quando eu era criança

Não sabia o que isso era

Inocência de criança

Não vê maldade em nada.

                  XVII

Fui crescendo a pensar

A guerra um dia acabava

Qual não é a minha raiva

Ao vê-la ter aumentado!

                XVIII

Como gostava de um dia

 Saber que toda a criança

 Tive a sorte de ir à escola.

Como fui quando criança.

                 XIX

Espero que o homem calque

A força de querer só puder.

Começando a dialogar uns, e

Outros, de certeza que há Paz.

                 XX

Era sinal que no Mundo

Já todos eram felizes,

Homens, mulheres e crianças

Tinham acabado as guerras

 

sinto-me:
publicado por zezacastanho às 01:48

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Convívio pascal dos sénio...

. Clube de leitura

. Sétimo selo.

. Ao clube de leitura

. Ser ou parecer...

. Natal.

. Coral polifonico atuando ...

. Convivio dos Sénior+ Da E...

. Convívio sénior.

. ...

.arquivos

. Março 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Setembro 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds