Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

INVERNO RIGOROSO

 

O Inverno rigoroso que se fez sentir este ano, depois de alguns seguidos, terem sido amenos, fez com que algumas pessoas, se esquecessem que o Inverno começa a 21 de Dezembro e acaba a 21 de Março. Reconheço que este ano foi mesmo muito rigoroso. Quando eu fui criança e jovem os Invernos eram todos rigorosos. As pessoas de idade da minha aldeia diziam: fraco é o Inverno, que não há três cheias, até ao Natal. Este ano apesar de ser rigoroso, que eu visse não houve nenhuma! Lembro-me de ser criança e ver, o vale da minha terra, que é grande, coberto de água das cheias! Era bonito, parecia um rio enorme, durante alguns dias! Quando as águas baixavam os campos ficavam mais fertilizados porque as correntes das águas traziam matérias orgânicas. Também me recordo de ver um «homem» passar as pessoas do Castelo de Neiva, que vinham para trabalhar e há feira, dentro de uma (gamela), Que era uma ferramenta agrícola, que se usava quando havia as tais cheias continuadas e os campos de milho tardio ainda não tinham sido colhidos. Com essas gamelas, ia-mos colher os casulos do milho, porque não se podia cortar e levar para os quintais, e ai ser desfolhado e a palha guardada para alimento dos animais durante o Inverno. As gamelas eram feitas de madeira. Por isso é que o «homem» passava as pessoas com elas. Nesse tempo não havia Protecção-Civil. As pessoas é, que se protegiam, umas às outras, e ninguém falava em crise.

           

O Sol maravilhoso que já nos aquece há dias fez com que as pessoas saíssem para os campos para fazerem as primeiras sementeiras. Eu também fiz, as minhas sementeiras hoje, no vale da minha terra: De favas, ervilhas de grão e das outras, nabiças, alface, salsa, couves-galegas, alho e flores. Passei uma tarde magnífica, em contacto com a Natureza a trabalhar, fiz exercício ao mesmo tempo e tive a visita dos meus amigos passarinhos: chascos, pintassilgos, melros, pardais lebrandiscas e outros mais, que vieram comer insectos, que não vejo na terra cultivada e eles vêem, e de quando em vez contemplavam-me com seus cânticos maravilhosos. Que tarde maravilhosa, bela e também magnífica como já frisei eu passei a trabalhar!

 

 

 

 

A foto mostra uma parte do vale da minha aldeia. 

 

 

Esta é uma parte da aldeia

sinto-me:
publicado por zezacastanho às 00:00

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Convívio pascal dos sénio...

. Clube de leitura

. Sétimo selo.

. Ao clube de leitura

. Ser ou parecer...

. Natal.

. Coral polifonico atuando ...

. Convivio dos Sénior+ Da E...

. Convívio sénior.

. ...

.arquivos

. Março 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Setembro 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds